PORTADA

NOTICIAS  

A GUARDA

TUI

O ROSAL

OIA

TOMIÑO

BAIXO MIÑO

LOCAL

OUTRAS NOVAS

DEPORTE

AXENDA

NECROLÓXICAS

ENTREVISTAS

COMUNICADOS

PORTUGAL

HEMEROTECA

PÁXINAS

 REPORTAXES

CONCELLO DA GUARDA

RÚAS DA GUARDA

VARIA

FOTOSAYER

FOTOS LECTORES

PATRIMONIO arquivo e documentación

XENTES de Ribadavila

Calendario

ENLACES

 
 
 

 

galiciasuroeste                                                                       PORTUGAL

 

Sábado, 20 de xaneiro de 2018       

chegou a tão desejada lampreia à mesa de 15 restaurantes cerveirenses!

A lampreia é um dos pratos mais aguardados do calendário gastronómico. Mas se falarmos da lampreia do rio Minho, reconhecida pela excelência de sabores associada à vivência de experiências, torna-se uma sugestão irresistível. A reserva já pode ser feita, até 15 de abril, em 15 restaurantes do concelho de Vila Nova de Cerveira aderentes à iniciativa intermunicipal ‘Lampreia do Rio Minho – Um Prato de Excelência’.

A gastronomia em Vila Nova de Cerveira tem verdadeiramente sabor a rio, reveladora dos usos e costumes e da forte relação que a população ribeirinha ainda mantém com o rio Minho. E é nas águas gélidas do rio Minho, num percurso de correntes e obstáculos que a carne da lampreia se torna tenra para saciar o desejo e manter a tradição de viver um festival de sabores cuja paixão e mestria das cozinheiras a transformaram num prato de excelência.

Até 15 de abril, Vila Nova de Cerveira integra mais uma edição da ‘Lampreia do Rio Minho – Um Prato de Excelência’, iniciativa de promoção gastronómica e de animação dinamizada pela Adriminho, em parceria com os seis municípios do Vale do Minho. À mesa dos 15 restaurantes cerveirenses aderentes serve-se a lampreia da forma mais tradicional, convidando a saborear o arroz de lampreia e o arroz à bordalesa.

Lista de restaurantes aderentes à ‘Lampreia do Rio Minho – Um Prato de Excelência’: Abrigo das Andorinhas - 251 795 335; Boega – O Peregrino - 251 700 500; Braseirão do Minho - 251 700 240; Cantinho dos Amigos - 251 795 725; Casa das Velhas - 251 708 482; Casa Lau -251 795 162; Casebre - 251 795 522; Central - 251 794 898; Costa Verde - 251 795 430; D. Maria - 251 797 229; Glutão - 251 795 654; Lavrador - 251 796 604; Luso Galaico - 251 795 225; Sol Nascente - 251 941 233; Telheiro - 251 794 495.

 

Mércores, 17 de xaneiro de 2018       

são conhecidos os “Novos Artistas 2018” da Fbac

Polliana Dalla Barba (BR), Marco Moreira (PT) e Rui Horta (PT) são os artistas vencedores do Concurso “Novos Artistas 2018”, que reuniu mais de 130 candidaturas. As exposições decorrerão entre os meses de fevereiro e julho de 2018 na Galeria do Fórum Cultural de Cerveira.

Segundo o Presidente da Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC), Fernando Nogueira, esta iniciativa tem como objetivo “consolidar a FBAC como uma instituição atenta e atuante no panorama artístico nacional e internacional atual, através da promoção e difusão da produção artística, da experimentação e da atividade expositiva como meio de reflexão sobre a arte e sobre a cultura visual contemporânea, assim como do alargamento a novos públicos”.

A Comissão Consultiva de apreciação das propostas foi composta por personalidades de reconhecido mérito na área artística: pela responsável de Curadoria, Gestão de Coleção e Publicações do Maat, Ana Anacleto; pelo curador independente e editor da DARDO, David Barro; e pelo diretor adjunto do Museu de Serralves, João Ribas.

Aberto à participação de artistas nacionais e estrangeiros no máximo com 15 anos de carreira, o edital previa a seleção de três propostas de exposições individuais ou coletivas, sendo que os autores receberão uma ajuda de custo para a produção no valor de dois mil euros (incluído os impostos previstos na legislação em vigor).

O Concurso “Novos Artistas 2018” integra a candidatura “Bienal Internacional de Arte de Cerveira: 40 anos que projetam o futuro”, que conta com o apoio da República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes.

 

Biblioteca Municipal recebe espetáculo de teatro de sombras dirigido a escolas e famílias

O Projeto Pedagógico das Comédias do Minho apresenta, esta semana, em Vila Nova de Cerveira, ‘No Risco da Sombra em 365 dias’, um espetáculo de teatro de sombras criado pela A TARUMBA – Teatro de Marionetas e cocriado e implementado pela Rede de Colaboradores Locais. Destinada a alunos do ensino pré-escolar e famílias, as sessões decorrem na Biblioteca Municipal.

De acordo com Luís Vieira e Rute Ribeiro (A TARUMBA), o mote para este trabalho de criação coletiva com os colaboradores locais dos cinco Municípios do Vale do Minho iniciou-se, a partir das estações do ano, em interligação com a ideia de passagem, de transformação, de memória, de corpo, de imagem e paisagem...

Na sinopse lê-se: “Após um trabalho intenso de formação em torno do teatro de sombras, as experiências de cada um, o seu meio e comunidade envolvente, os acontecimentos mais relevantes marcam este trabalho criativo de cariz experimental e remetem o espectador para um universo de múltiplas possibilidades, surreais e intemporais, onde os lugares habitam a construção poética das sombras e das imagens”.

De entrada livre, a sessão para o público escolar acontece nos dias 18, 18 e 22 de janeiro, às 10h00 e às 14h00, e para as famílias está agendada para o próximo sábado, 20 de janeiro, à 11h00.

 

Martes, 16 de xaneiro de 2018       

Grande Rota do Cervo’ é o projeto vencedor do OP 2017

A criação de uma Rede Municipal de Trilhos Pedestres foi a proposta mais votada na III edição do Orçamento Participativo (OP) de Vila Nova de Cerveira. O projeto visa a sinalização de nove percursos circulares das freguesias mais do interior do concelho que, interligados fisicamente e numa futura aplicação móvel, constituem a ‘Grande Rota do Cervo’ com cerca de 90kms.

Uma vez mais, a adesão ao Orçamento Participativo foi muito significativa, com um total de 1570 registos, correspondente a cerca de 17% da população do concelho (Censos 2011). O Município de Vila Nova de Cerveira pretende, desta forma, adequar as políticas públicas municipais às necessidades e expectativas da comunidade, favorecendo a participação como instrumento de modernização da administração.

Terminado o prazo para votação este sábado, e entre as cinco ideias apresentadas, a “Grande Rota do Cervo” foi a proposta que suscitou um maior interesse por parte dos cerveirenses (54,14%). Com uma dotação orçamental de 90 mil euros, o objetivo do projeto é dotar os nove trilhos pedestres existentes nas freguesias mais de interior – totalizando cerca de 90kms - de um conjunto de equipamentos de apoio ao pedestrianista permitindo, por um lado, uma maior segurança e orientação, e por outro lado, constituindo-se como uma mais-valia para o turismo cultural, ambiental, histórico e religioso, mas sobretudo para o turismo de natureza, assumindo uma importante função de promoção e de animação rural.

Para além de ser devidamente marcada e sinalizada para ser usufruída com ou sem guia, esta Rede Municipal de Percursos Pedestres vai estar disponibilizada numa aplicação para smartphones e equipamentos informáticos, que permitirá ao utilizador recolher informação sobre os traçados, percorrer de forma orientada, partilhar nas redes sociais, ter acesso a informação histórica sobre os vários pontos de interesse e contactos úteis.

A III edição do OP contou com cinco projetos apresentados, tendo ficado em segundo lugar, com 29,56%, a proposta ‘Associações em Movimento’; seguiu-se a criação de um Circuito Autocross que acolheu 11,29% dos votos; em quarto lugar, ficou a construção de um Parque Infantil para Todos com 2,56%; e ainda a construção de um parque lúdico para contacto entre a população e a Associação Patas e Patas que arrecadou 2,42%.

O projeto vencedor do III OP será integrado no Orçamento Municipal para 2018, de forma a ser concretizado, ao longo do ano, mediante os pressupostos apresentados.

 

Sábado, 13 de xaneiro de 2018       

Associações e grupos do concelho cumprem tradição de ‘Cantar as Janeiras’

De vozes e instrumentos afinados, cerca de 200 cerveirenses afetos a 12 associações e grupos do concelho vão participar, este domingo, na 9ª edição do ‘Cantar as Janeiras’. Enquanto promotor do evento, o Município de Vila Nova de Cerveira convida a comunidade a assistir a mais um encontro de tradições num ambiente de boa disposição e alegria.

O 9º “Cantar as Janeiras” conta com a participação de 11 grupos do concelho de Vila Nova de Cerveira e um da vizinha Galiza que atuarão pela seguinte ordem de inscrição: Associação de Pais do Centro Escolar da Vila; Rancho Etnográfico de Reboreda; Amigos da Misericórdia de Cerveira; Orballo às Nove Alí; Centro Paroquial de Reboreda; Rancho Folclórico de Sopo; Tuna da Universidade Sénior de Cerveira; Agrupamento de escuteiros 981 – Campos; Rancho Folclórico Infantil e Juvenil de Gondarém; Associação Cultural e Recreativa Divino Salvador de Covas; Coral Polifónico de Vila Nova de Cerveira e Associação Humanitária Bombeiros de V. N. de Cerveira.

O ‘Cantar as Janeiras’ incorpora e transmite uma mensagem muito importante de valorização e preservação das tradições, mantendo vivo o movimento associativo. O evento está agendado para este domingo, 14 de janeiro, a partir das 15h00, no Cineteatro de Cerveira, com entrada livre.

 

Xoves, 11 de xaneiro de 2018       

Cerveira promoveu programação 2018 no 1º Meeting Vefa Group and Partners

            Tendo como prioridade a potenciação turística dos elementos diferenciadores, o Município de Vila Nova de Cerveira participou, no passado fim-de-semana, 6 e 7 de janeiro, em Castro D’Aire, no 1º Meeting Vefa Group and Partners. A XX Bienal Internacional de Arte de Cerveira e a 3ª edição de “O Crochet Sai à Rua” foram os dois eventos destacados, além da promoção de alguns produtos endógenos.

Reunindo mais de 200 colaboradores e parceiros de todo o país, e de representantes de Itália e Marrocos, a Agência de Viagens - VEFA convidou o Município cerveirense para marcar presença nesta ação inovadora, como forma de partilhar a programação cultural para 2018 a um vasto grupo de profissionais do setor.

Para além dar a conhecer as diversas potencialidades turísticas do concelho ao nível da arte e beleza natural, o encontro serviu para destacar dois dos eventos que vão marcar culturalmente o próximo Verão de Vila Nova de Cerveira: a XX Bienal Internacional de Arte de Cerveira e a 3ª edição de “O Crochet sai à Rua”.

O espaço reservado para Vila Nova de Cerveira foi ornamentado a preceito com elementos em crochet e com algumas obras de arte, complementado com a projeção de vídeos promocionais do concelho e dos dois eventos em destaque. Paralelamente, aproveitou-se a oportunidade para oferecer aos presentes uma experiência gastronómica, com a degustação de vinho verde e de biscoitos de milho.

“À semelhança dos anos anteriores, o verão 2018 promete cativar milhares de turistas, com um cartaz cultural de excelência. Vamos assinalar os 40 anos daquele que é ‘O Evento’, a nossa Bienal, e teremos as ruas e espaços públicos a ostentar”, sublinha o autarca Fernando Nogueira, acrescentando que: “O investimento neste momento é a valorização e potenciação do que melhor temos para oferecer, e acima de tudo a sua promoção externa. E esse trabalho não pode ser realizado isoladamente, pois se queremos alcançar mais público e novos mercados, a estratégia tem de ser concertada entre os municípios alto-minhotos, cada um valorizando os seus elementos diferenciadores”.

A próxima ação de promoção do concelho será na 30ª edição da Bolsa de Turismo de Lisboa -  agendada de 28 de fevereiro a 3 de março na FIL, Parque das Nações, sendo o maior evento de Turismo realizado em Portugal.

 

VALENÇA

Seis Concertos de Jazz em Valença. Gostas de Jazz?

Entre janeiro e março Valença oferece um ciclo de jazz com seis concertos gratuitos.

Dos clássicos americanos às novas perspetivas do jazz, esta é a oportunidade para ouvir alguns dos mais singulares grupos nacionais.

O ciclo abre com o concerto “Idiosyncrasies”, evocando o terceiro disco de Alexandre Coelho Quartet. Sábado, 13 de janeiro, a partir das 21h30, a Quinta do Caminho, em Cerdal, será o espaço de lançamento deste ciclo.

Os concertos que seguem:

27 de janeiro, às 21h30

Mariana Vergueira Quarteto

Local: CILV

 

10 de fevereiro, às 21h30

Renato Dias Trio

Local: Quinta do Caminho

 

17 de fevereiro, às 21h30

MAP

Local: Quinta do Caminho

 

10 de março, às 21h30

Luís Lapa & Pé de Cabra

Local: Quinta do Caminho

 

24 de março, às 21h30

Miguel Ângelo Quarteto

Local: CILV

Esta é a viagem musical proposta pela Câmara Municipal de Valença, em parceria com a Quinta do Caminho e a Porta Jazz, com o patrocínio da Direção Geral das Artes e mecenas empresariais.

 

Martes, 09 de xaneiro de 2018       

Há Lampreia em Valença. Vem Comer as Primeiras da Época

Gosta de Lampreia? Valença já convida a deliciar-se com este manjar dos deuses, à mesa, nos 28 restaurantes. A considerada melhor lampreia do mundo, apresenta-se divina à mesa, como um prato de excelência.

Panelas ao Lume

As panelas já fumegam, apurando as lampreias à bordalesa e o arroz de lampreia. Nas velhas lareiras defumam-se já as lampreias que vão fazer as delicias dos apreciadores das recheadas e os fornos aquecem para preparar as assadas. Estas e tantas outras formas para saborear, deliciar-se e encantar-se com um mundo de sensações em Valença.

Saciar o Desejo e Cumprir a Tradição

Aqui sabe-se preparar a lampreia há séculos. Saboreá-la é uma verdadeira romaria, no mínimo uma vez por ano, assim manda a tradição. Os segredos da preparação, confeção e apresentação tem passado de geração para geração pelas mãos sábias das cozinhas das aldeias que a restauração local recria.

Lampreia do Rio Minho

A lampreia do Rio Minho, considerada a melhor do mundo, é pescada pelas comunidades de pescadores de São Pedro da Torre e Cristelo Côvo é entre janeiro e abril que a lampreia se apresenta divina na plenitude dos seus sabores.

 

CERVEIRA

Cerveira Team Running presente na aventura do Ultra Trail Mont Blanc

É o evento mundial mais mítico do trail e três membros do Cerveira Team Running/Clube Celtas do Minho vão lá estar. José Gomes, Bruno Lima e Marco Caraux foram selecionados para a prova CCC 101km, com partida já esta sexta-feira, às 08h00, de Itália, atravessando a Suíça para terminar em França. Presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, recebeu, esta tarde, no Salão Nobre, os três “corajosos”, desejando-lhes boa sorte.

O Ultra Trail Mont Blanc, uma das provas mais prestigiadas do trail europeu conta, este ano, com um total de 8 mil participantes, sendo que há 173 portugueses inscritos, nas cinco distâncias que vão dos 56 aos 290 quilómetros, atravessando três países: França, Itália e Suíça.

Em 2015, José Gomes, Bruno Lima e Marco Caraux começaram a aventura do trail no Cerveira Team Running/Clube Celtas do Minho e, desde então, nunca mais pararam. Depois de várias participações em provas distritais, regionais e nacionais, eis que pela primeira vez concorrem a esta reconhecida prova e são logo selecionados para a edição de 2017, na prova CCC de 101 km, competindo com 1900 ‘runners’ de cerca de 100 nacionalidades.

Trata-se de uma prova com 6100 m de desnível positivo, com início em Courmayeur, Itália, atravessa a Suíça e termina em Chamonix, França, sendo considerada uma corrida única no seu género disputada sempre acima dos 1000 m de altitude, atingindo o ponto mais alto ao km 10 com 2584 m, e com oito passagens acima dos 2000 m.

Antes da partida para Itália, o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, recebeu os três participantes, deixando uma mensagem de coragem e de gratidão. “Espero que sintam a recompensa por todo este esforço, fazendo uma excelente prova a nível físico e de bem-estar, e os resultados que sejam dentro das vossas expetativas. Acima de tudo, acreditem que é um enorme orgulho ter três corajosos que fazem parte desta grande alma que é Vila Nova de Cerveira. Vamos estar a apoiá-los e um grande obrigado pela promoção que fazem a Cerveira e às suas gentes”, disse o autarca.

José Gomes, cerveirense de 52 anos de idade, assegura: “foram oito meses de dura preparação com 17 provas disputadas, entre elas 8 Ultras (+ de 43 km) e uma Endurance (104 km) e 1750 km percorridos entre provas e treinos. Quando me perguntam se estou preparado para este desafio, nunca sei o que responder dado a grandeza deste tipo de provas e todas as condicionantes que podemos enfrentar em alta montanha, frio, vento, chuva, neve ou calor, e claro o mal da montanha, também conhecido como doença das alturas”.

Bruno Lima, de 34 anos, natural de Caminha, realça: “O meu pensamento não passa pela classificação ou por competir contra todos aqueles que lá estão com a mesma ilusão que eu. Só penso em estar lá.... em correr, lutar contra aquele maciço gigante, em deixar voar a minha mente até ao Pórtico dos Sonhos....A Chamonix vou chegar empurrado por a minha determinação e por todos aqueles que me apoiaram e acreditam em mim”.

Marco Caraux, de 40 anos, residente em Vila Nova de Cerveira, sublinha que “esta participação é o culminar de um longo e duro ano de trabalho, com treinos e provas rigorosas. Se acabar nos primeiros 500 é um bom resultado, mas o mais importante é a honra de participar neste grande evento de renome internacional, e que nos dá pontuação direta para uma pré-seleção para a prova rainha, em 2018”.

A prova destes três membros do Cerveira Team Running arranca na sexta-feira às 08h00 da manhã, e pode ser seguida a par e passo através do link: http://utmbmontblanc.com/en/live/runner/

 

Mércores, 20 de decembro de 2017       

Valença Reforça Medidas de Apoio ao Investimento: Valença Onde Cidadãos e Empresas Pagam Menos

Valença reforça a atratividade do investimento e fixação de pessoas, com medidas fiscais excecionais, para 2018, das mais competitivas de Portugal.

O pacote de medidas implica, sobretudo, grandes benefícios para os investimentos a realizar no acolhimento empresarial, nos empreendimentos turísticos, na recuperação de imóveis no centro histórico e no reforço da oferta do parque habitacional.

Valença Concelho Fiscalmente Atrativo

Valença continua a apostar por ser um dos concelhos mais competitivos em matéria fiscal em Portugal. Com o lançamento deste pacote de incentivos o concelho coloca-se na vanguarda das terras em Portugal onde os cidadãos e as empresas pagam menos taxas e impostos.

Qualificar e Reforçar Oferta Turística

Todas as intervenções urbanísticas nos empreendimentos turísticos, em 2018, beneficiam de 50% de redução das taxas municipais.

Reforçar Acolhimento Empresarial

Os empresários que queiram investir no Parque Empresarial de Valença e na Zona Industrial de São Pedro da Torre vão beneficiar de 50% de redução das taxas municipais.

Fortaleza Viva

Investir na recuperação de imóveis na Fortaleza de Valença fica isenta do pagamento de qualquer taxa municipal.

Mais Habitação

O crescente aumento populacional, dos últimos anos, implica a necessidade de incentivar a construção e o reforço da oferta de habitação tanto na cidade como nas freguesias. Os benefícios com as redução de taxas municipais chegam a atingir os 95%.

 

Sábado, 16 de decembro de 2017       

Saramela Pintas”: Novo livro de Adelaide Graça apresentado em Cerveira

A Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira acolhe, este sábado, a partir das 11h00, a apresentação do mais recente livro da cerveirense Adelaide Graça. Dirigido ao público infantojuvenil, “Saramela Pintas” traz uma mão cheia de aventuras a descobrir em cada página.

Adelaide Graça, natural de Vila Nova de Cerveira, além de colaborar com várias revistas e jornais, tem um vasto currículo como escritora em diferentes categorias. Na Poesia já publicou “Limites da Razão” (1998), “Quando Tudo Parece Parar” (2000), “O Vão da Ausência” (2002) e “Sem Chaves Nem Segredos” (2005), na Prosa Poética escreveu “Do Tempo do Quando” (2007) e “Onde os Pés Escreveram as Pegadas do Encontro” (2011). Mais recentemente tem apostado na Literatura Infantil com “A Festa do Brincar” (2011) e “Queres Entrar no Carrocel?” (2014).

E é neste último registo direcionado para o público infantojuvenil, entre os 6 e 10 anos, que apresenta “Saramela Pintas”, com ilustrações da Célia Rebelo da Silva, e publicado pelas Edições Fénix. Ao longo de 48 páginas, Adelaide Graça conta seis histórias, a saber: “Saramela Pintas”, “O Dia da Carta e do Trepa-Trepa”, “As Árvores também Falam”, “O Meritíssimo Espião”, “Surpresas!” e “O Mocho que Voa no Mar”. No final, o livro tem algumas atividades para as crianças preencherem!

Apresentação em Vila Nova de Cerveira decorre este sábado, pelas 11h00, na Biblioteca Municipal, integrada na Hora do Conto.  No final esta prevista uma sessão de autógrafos com a escritora.

 

Fim-de-semana de animação natalícia na vila encantada de Cerveira

Mercado Natalício, Presépio Vivo, Demonstração de Ofícios, Concertos de Natal e muitas surpresas de encantar. Este fim-de-semana de 16 e 17 de dezembro, todos os caminhos vão dar a Vila Nova de Cerveira, onde a magia da quadra festiva vai contagiar pelos tradicionais saberes, sabores e sonoridades. “Na’tal Cerveira” é uma experiência para ser vivida num caloroso ambiente familiar.

Durante dois dias, Cerveira é a vila encantada de Natal. Em estreita colaboração com escolas, Juntas de Freguesia, associações, comerciantes e IPSS’s, o Município cerveirense preparou minuciosamente uma programação alusiva a esta época especial, onde cada atividade absorve o espírito natalício e contagia os presentes, não só a assistir, mas sobretudo a participar.

De manhã até à noite, há muito que ver e fazer! O Mercado Natalício apresenta sugestões artesanais únicas para oferecer a alguém especial. São cerca de 30 mercadores e artesãos instalados em pleno Terreiro que, com a simpatia e disponibilidade tão caraterísticas, demonstram os seus produtos. Neste âmbito de sabores e saberes, as juntas de freguesia aderentes também dão a conhecer algumas das suas iguarias, usos e costumes no interior do Castelo.

Pelas principais artérias do centro histórico, cerca de 30 figurantes voltam a recriar a história do Nascimento de Jesus Cristo, desde a anunciação e a viagem de José e Maria para Belém à Chegada e Adoração dos Reis Magos. Mais uma vez, cada encenação será abrilhantada pelas doces vozes das crianças que integram o Coro Infantojuvenil de Vila Nova de Cerveira, conferindo uma maior magia a este Presépio Vivo. No sábado à tarde, há ainda um momento de teatro “A Branca de Neve e os Sete Anões no Natal” com interpretação das crianças do 2º ano do Centro Escolar de Cerveira e da Associação de Pais.

Como forma de envolver ainda mais os visitantes nesta aventura natalícia, o Castelo de Cerveira é palco para a realização de demonstração de ofícios, dos tempos antigos à modernidade, com o Atelier de Olaria, o Atelier de Lavagem de Lã, o Atelier de Moagem de Cereais, e o “Floco de Neve” Laboratório de Aprendizagem Criativa protagonizado pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira.

E porque a época natalícia e a música estão interligadas, a Pauta de Caprichos propõe, para sábado ao final do dia, o “Natal a (En)Cantar”, um concerto de rua com interpretação de um repertório cheio de magia, energia e intensidade emocional para todo o público. Já no domingo à tarde, realiza-se o tradicional Concerto de Natal na Igreja Matriz com participação do Coral Polifónico de Vila Nova de Cerveira, do Coral Polifónico de Viana do Castelo e do Coral Polifónica Frol Nova (Chapela - Redondela).

A toda esta programação junta-se a criativa e original decoração de Natal das ruas e edifícios de Vila Nova de Cerveira. Este fim-de-semana, reúna a família, e venha ao “Na’tal Cerveira”.

 

Venres, 15 de decembro de 2017      

A Alice no País das Maravilhas” encantou a Festa de Natal das Escolas

Os Municípios de Vila Nova de Cerveira e de Valença uniram esforços para promover, pela primeira vez em conjunto, a Festa de Natal das Escolas. O resultado foi o Pavilhão Multiusos de Cerveira transformado num espaço mágico, onde cerca de 1300 crianças do pré-escolar e do 1º ciclo dos dois concelhos vibraram, ao longo desta terça-feira, com as personagens do mundo d’ “A Alice no País das Maravilhas”.

A época natalícia é vivida com grande euforia pelas crianças e, contribuindo para espalhar ainda mais sorrisos entre a pequenada, a autarquia cerveirense organizou a tradicional Festa de Natal das Escolas, proporcionando o acesso a mais um espetáculo de animação infantil de renome.

Este ano, e pela primeira vez, o evento foi partilhado com o município vizinho de Valença, como forma de otimizar meios e recursos, mas sobretudo estimulando momentos de convívio e partilha entre crianças de outras escolas vizinhas. A acompanhar as duas sessões estiveram as vereadoras com o pelouro da educação, Aurora Viães e Elisabete Domingues, que confirmaram in loco que esta aposta foi muito bem-sucedida.

Desta forma, o cenário d’ “A Alice no País das Maravilhas” estava montado e a chegada ao Pavilhão foi assinalada com a oferta de um saboroso pacote de pipocas. Com o desenrolar da história, as crianças foram participando com muita animosidade e interação com as personagens já conhecidas: a Alice, a sua Avó, os amigos Van Gogui, Sir William, Coelho Branco e Lagarta Tixa, bem como os ‘maus da fita’ a Rainha de Copas e o Tenente de Espadas.

Com a Alice a transmitir a mensagem de que “o mundo é melhor a rir muito e sonhar bem alto”, com muita música e brincadeira, valiosas lições sobre a amizade, a felicidade, a convivência e o trabalho em equipa, o ambiente vivido foi contagiante e em cada rosto foi possível ver esboçado um sorrido de satisfação por estarem presentes neste convívio.

 

Xoves, 14 de decembro de 2017      

Bienal de Cerveira regressa em 2018 e homenageia Cruzeiro Seixas

Assinalando os seus 40 anos e voltando-se a realizar em anos pares, a XX Bienal Internacional de Arte de Cerveira regressa em 2018, para prestar homenagem a Cruzeiro Seixas. A bienal de arte mais antiga do país volta a marcar o calendário nacional de eventos, de 10 de agosto a 23 de setembro, como epicentro das artes plásticas.

 “Sob o compromisso de apresentar ao público as mais recentes realizações artísticas e tendências estéticas, pretende-se que a vigésima Bienal seja um marco de transição para o futuro, partindo das gerações anteriores”, refere o coordenador artístico do evento, Cabral Pinto.

Cruzeiro Seixas, um dos máximos expoentes do surrealismo português, será o artista homenageado através de uma retrospetiva da sua obra plástica e poética, propondo-se uma nova reflexão sobre o movimento artístico. “Tendo-se manifestado muito agradado com este tributo, Cruzeiro Seixas considera fundamental a organização de exposições sobre os artistas da sua geração que, num tempo de ditadura, foram impulsores da implementação de novas ideias”, afirmou Cabral Pinto.

 

Mércores, 13 de decembro de 2017      

Orçamento Participativo: 5 propostas vão a votos entre 13 de dezembro e 13 de janeiro

Já são conhecidas as propostas submetidas no âmbito da edição 2017 do Orçamento Participativo de Vila Nova de Cerveira. No total, foram apresentadas cinco ideias de projeto que, após análise da comissão técnica, receberam parecer favorável para serem colocadas a votação. Durante um mês, naturais, residentes, trabalhadores e estudantes do concelho de Vila Nova de Cerveira são chamados a decidir qual ou quais o(s) projeto(s) que gostariam de ver concretizado(s).

Com um orçamento de 90 mil euros, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira lançou a 3ª edição do Orçamento Participativo, desafiando a população a apresentar ideias de projeto para quatro áreas de intervenção: Área Social; Espaços Verdes; Equipamentos Culturais e Lúdicos; Turismo, Comércio e Promoção Económica.

Concluído o período de submissão de propostas, contabilizam-se oito ideias de projeto diferenciadas, a saber:

·        “Associações em Movimento”: Aquisição de uma viatura ligeira de passageiros (9L) que, através de celebração de protocolo, será colocada à disposição de outras entidades das freguesias em causa;

·        Circuito Autocross Vila Nova de Cerveira: Criação de instalação desportiva devidamente legalizada conforme entidade reguladora (FPAK) para circuito de Autocross;

·        Construção de um parque lúdico para beneficiação e contacto entre a população e a Associação Patas e Patas.

·        “Grande Rota do Cervo”:  Construção de nove pequenas rotas circulares que, interligadas, fazem uma grande rota pelas freguesias interiores e montanhosas do concelho.

·        “Parque Infantil para Todos”: Disponibilizar às crianças que frequentam o Parque de Lazer do Castelinho um espaço divertido e adequado a diferentes idades.

Apresentadas as propostas, o período de votação decorre entre 13 de dezembro e 13 de janeiro, através da plataforma eletrónica em op.cm-vncerveira.pt Para votar é necessário efetuar registo com o preenchimento dos campos obrigatórios.

O processo é aberto à participação de pessoas com idade igual ou superior a 15 anos, naturais, residentes, trabalhadores ou estudantes no Concelho. Este ano, e com alteração do regulamento, cada participante tem direito a apenas um voto.

 

Venres, 8 de decembro de 2017     

Na’tal Cerveira já espalha magia nas ruas e edifícios

Vila Nova de Cerveira é, por estes dias, um colorido Postal de Natal. O espírito alusivo à quadra festiva já contagia quem percorre as ruas e aprecia os edifícios envolventes, com dezenas de figuras e elementos evocativos da época. Uma enorme ‘moldura natalícia’, colocada junto à Escultura ‘O Esforço’, promete atrair os visitantes para registar a sua passagem pelo Na’tal Cerveira!

 Ano após ano, a vivência da quadra natalícia na ‘Vila das Artes’ tem cativado muitas famílias oriundas especialmente dos concelhos do Norte de Portugal e da Galiza, mas a originalidade da ornamentação também já fez eco noutros pontos do país e regiões de Espanha. Procurando corresponder às elevadas expectativas de residentes e visitantes, o Município de Vila Nova de Cerveira volta a surpreender pela criatividade.

Às grandes e iluminadas bolas de Natal, e aos simpáticos pais natal e bonecos de neve, espalhados pelas principais artérias do centro histórico, este ano a ornamentação da fachada do edifício da Câmara Municipal apresenta-se ainda mais sumptuosa. Além de ostentar mais iluminação, diversas velas de grandes dimensões envolvidas em troncos de Natal dão mais brilho ao enorme arco natalício que ‘embrulha’ a porta principal do edifício.

E para que a passagem pelo “Na’tal Cerveira” fique perpetuado no álbum das boas recordações, a autarquia colocou junto a um dos ex-libris da ‘Vila das Artes’ – a Escultura ‘O Esforço’ do Mestre José Rodrigues – uma grande Coroa de Natal transformada numa ‘moldura natalícia’ a que ninguém resistirá.

Junto à Igreja Matriz, um presépio em tamanho real constitui-se igualmente como um ponto de visita obrigatória, assim como os estabelecimentos comerciais estão primorosamente engalanados para que as compras de Natal sejam feitas no comércio tradicional.

A beleza e singularidade da decoração de Natal de Vila Nova de Cerveira pauta-se pela utilização de materiais reciclados que são transformados em peças criativas e originais, graças ao esforço e dedicação dos comerciantes e dos colaboradores municipais.

Não esquecer que o fim-de-semana de 16 e 17 de dezembro é dedicado ao Natal com uma vasta programação de cariz familiar, com Mercado Natalício, Presépio Vivo, Concerto de Natal e Chegada das Reis Magos (consultar programa próprio).

Se de dia o cenário é convidativo, ao final da tarde/noite, Vila Nova de Cerveira transforma-se num Postal de Natal. Venha visitar.

 

Martes, 5 de decembro de 2017     

Orçamento Municipal e Grandes Opções de Plano 2018 são “exequíveis e realistas”

Prosseguindo com a consolidação do futuro de Vila Nova de Cerveira através de dinâmicas de afirmação nacional e internacional, o executivo camarário apresenta um assinalável esforço de atuação para 2018, consubstanciado no aumento do orçamento municipal em mais 1 milhão de euros (9%), face a 2017, cifrando-se nos 13,2 milhões de euros. Funções sociais representam um aumento na ordem dos 40%.

Perante a atual conjuntura que impõe limites ao nível orçamental, o rigor, a ponderação, a eficiência e o compromisso em prol da defesa do bem-estar dos cerveirenses continuam a predominar como a essência da gestão municipal de Vila Nova de Cerveira para o próximo ano.

“Procuramos elaborar um documento com base em contratos que existem e verbas asseguradas, e não em pressupostos ou previsões. As estratégias municipais são discutíveis, mas no nosso caso optamos por colocar só aquilo que é “exequível e realista”. Se houver candidaturas entretanto aprovadas, faremos uma revisão em abril para as incorporar”, realçou o presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, aos deputados da Assembleia Municipal na passada quinta-feira, durante a apresentação do Orçamento e Grandes Opções de Plano para 2018.

Com uma receita e despesa de 13,2 milhões de euros, as funções sociais – Educação, Segurança e Ação social, Habitação e Serviços Coletivos, e Serviços Culturais, Recreativos e Religiosos – têm um peso de 68,5% nas Grandes Opções do Plano para 2018, totalizando um amento face ao documento transato na ordem dos 40%. Só na área da Educação regista-se um acréscimo de verbas de cerca de 19,7%, por se definir como a base fundamental para alcançar uma melhor sociedade.

A receita prevista para 2018 apresentará um crescimento na ordem dos 9%, justificado pelo aumento das transferências do Estado em cerca de 1,5% (89 mil euros), quando comparadas com o ano anterior, e pela comparticipação comunitária (Portugal 2020) nos projetos previstos no Plano Plurianual de Investimentos. Já no que se refere à carga fiscal que depende da gestão municipal e que incide sobre as famílias e as empresas do nosso concelho, o objetivo é manter as reduções já deliberadas, com o propósito de minimizar os seus impostos. De sublinhar ainda que, nos últimos quatro anos, a redução da dívida do Município totaliza cerca de 2 milhões de euros a bancos, e a dívida a fornecedores é, atualmente, extremamente reduzida.

Concretamente sobre as Grandes Opções do Plano para 2018, de realçar a adaptação do Antigo Edifício dos Bombeiros para Edifício de Cultura e Inovação (previsão de 361 mil euros); a requalificação da Praça D. Dinis e da Envolvente (previsão de 350 mil euros);  a beneficiação e conservação da Rede Viária Municipal (total de 300 mil euros); a valorização da Produção Piscatória do Rio Minho (estimativa de 276 mil euros); o Parque Fronteiriço Castelinho – Fortaleza (previsão de 200 mil euros); a Qualificação, reforço e manutenção da rede de água (dotação de 162 mil euros); a requalificação Global da Escola EB2,3/SEC de Vila Nova de Cerveira (estimativa de 110 mil euros); e o apoio à beneficiação de património cultural, arquitetónico e religioso do concelho (previsão de 110 mil euros). De referir ainda que se continua a disponibilizar uma verba de 100 mil euros para o Orçamento Participativo e 10 mil euros para o Orçamento Participativo Transfronteiriço, os quais representam 0,83% do orçamento global. Continuidade à politica de apoio às freguesias do concelho e às diversas Instituições públicas e privadas sem fins lucrativos de natureza cultural, social e desportiva.

O Orçamento Municipal e as Grandes Opções de Plano para 2018 foram aprovadas por maioria, em sessão ordinária da Assembleia Municipal, que decorreu na passada quinta-feira à noite.

 

VALENÇA

Valença Mais Doce de 6 a 10 Cascatas, Trufas, Bombons, Licores...

Quem gosta de chocolate tem um destino Valença, a Fortaleza de Chocolate, entre quarta-feira e domingo. Nos próximos dias venha comer chocolate e beneficiar das vantagens deste doce alimento fantástico para o corpo e a alma.

Chocolate, um Mundo de Sensações

Cascatas, bombons e bombocas, trufas, torrões, espetadas de fruta, ginjas e licores e tantos outros produtos em que o chocolate é rei, são o convite que Valença apresenta para os próximos dias.

Durante cinco dias Valença apresenta um mundo de tentações que vai deliciar os milhares de visitantes esperados nesta iniciativa integrada na Valença Natal.

A feira contará com a presença de doceiros, pasteleiros, produtores de chocolate e chocolatiers portugueses e espanhóis.

6 a 10 de dezembro

Entre 6 e 10 de dezembro, entre as 10h e as 20h, a feira estará aberta ao público e com acesso gratuito.

A Fortaleza de Chocolate vai-se desenvolver na Fortaleza de Valença, em especial na Praça da República, no Largo do Bom Jesus e no Jardim das Amoreiras.

Valença Natal

Duendelândia, Pista de Gelo, Cidade Presépio, Mercado de Natal, Comboio de Natal, Concertos de Natal, Recriação Histórica da Natividade, iluminação artística e Cavalgata Internacional de Reis completam a programação da Valença Natal 2017.

 

Venres, 1 de decembro de 2017    

Grupos de jovens cerveirenses juntam-se a Voluntários na campanha saco do Banco Alimentar

No próximo fim-de-semana, 2 e 3 de dezembro, decorre a segunda campanha anual de recolha de bens alimentares do Banco Alimentar Contra a Fome. Sempre solidário, o concelho de Vila Nova de Cerveira associa-se, uma vez mais, com a participação altruísta de vários voluntários e de três grupos de jovens cerveirenses distribuídos pelas duas grandes superfícies comerciais existentes.

O slogan desta campanha de dezembro está intimamente ligado ao espírito natalício. Uma criança a escrever ao Pai Natal emite uma contagiante mensagem de partilha: “O que eu gostava mesmo era que não faltassem alimentos aos outros meninos”. A moral desta história é que, com a ajuda de todos, “é bom saber que ainda há desejos que podemos tornar realidade”.

Vila Nova de Cerveira incorpora esta mensagem e, ao longo do próximo fim-de-semana, os voluntários do Banco Local de Voluntariado com o envolvimento de três grupos de jovens cerveirenses – as Guias de Cerveira, o Agrupamento de Escuteiros 981 de Campos e a equipa de juvenis do Clube Desportivo de Cerveira – vão sensibilizar para a doação de bens alimentares.

O objetivo desta campanha é reforçar o stock de alimentos não perecíveis, como leite, azeite, massa/arroz, leguminosas (lata/frasco/secas), conservas de carne (salsichas) e peixe (atum e sardinha), farinha/açúcar, óleo e bolachas, que posteriormente serão distribuídos pelos agregados familiares já sinalizados.

Para além da campanha saco, o Banco Alimentar Contra a Fome tem patente, até 10 de dezembro, a campanha vale online.

 

Biblioteca Municipal recebe apresentação do novo livro de Maria José Areal

‘Assim me deito, Assim me levanto’. A mais recente obra de poesia da autoria da Profª Maria José Carvalho Areal vai ser apresentada à comunidade cerveirense, este domingo, 03 de dezembro, às 15h30, na Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira.

Maria José Areal, professora aposentada, é também coordenadora da Comunidade de Leitores - Chá com Letras – de Vila Nova de Cerveira, que reúne semanalmente em torno de um autor e das suas obras. Em 1999 publicou o seu primeiro livro e, desde então, não mais parou. Com este lançamento, já contabiliza nove trabalhos todos diferentes, mas com um sentimento comum: entrega e paixão em cada palavra criteriosamente colocada.

Do currículo como escritora, a Profª Maria José Areal dá a conhecer a sua veia poética, com ‘Pedaços de Mim’ (1999), ‘À Deriva’ (2004) e ‘Sabor a sal e a mel’ (2006). Em 2009/2010, foi coordenadora e coautora dos Vol. I e II de histórias de vida intitulado ‘Pedaços de Memórias – Itinerários no Tempo e no Espaço’. Revelando uma transversalidade de temas e conteúdos, a autora edita, em 2015, mais um livro de poesia, o ‘Há dias que não sei de mim e outros que pouco de mim sei’ (2015), e três obras de contos, ‘Na Eira dos Pardais’ (2014), ‘Rendas do meu decote’ (2016), e ‘Carro Vermelho’ (2016).

Domingo, 3 de dezembro, em Vila Nova de Cerveira apresenta a sua mais recente obra de poesia, ‘Assim me deito, Assim me levanto’. Compareça, 15h30, na Biblioteca Municipal.

 

Autarquia analisa deficiente cobertura de rede móvel nas freguesias para expor à ANACOM

A Junta de Freguesia de Sopo apresentou, na última reunião de câmara, um abaixo assinado, com cerca de 250 signatários, contra a inexistência de cobertura de rede móvel naquela localidade. Perante o pedido de intervenção, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai fazer um levantamento de outras áreas do concelho com o mesmo problema para, posteriormente, ser solicitada uma reunião à ANACOM.

Na fundamentação que serve de base ao abaixo-assinado, a Junta de Freguesia de Sopo sublinha que “os transtornos provocados no dia a dia são difíceis de quantificar” e que “a falta de respeito das empresas prestadoras de serviços para com os clientes de Sopo é gritante”, o que originou este documento “revelador do descontentamento”.

Apesar de elaboradas sucessivas reclamações/alertas junto das operadoras e da ANACOM, a Junta de Freguesia realça que “a conversa de surdos mantida com estas entidades não tem surtido qualquer efeito”, solicitando agora a intervenção da Câmara Municipal.

Pela importância desta exposição, o Município de Vila Nova de Cerveira apoia e associa-se, como também vai proceder à elaboração de um levantamento mais alargado e exaustivo junto das várias freguesias, de forma a perceber que outros pontos do concelho estão a ser afetados pelo mesmo problema de cobertura de rede móvel. O objetivo, de acordo com o edil cerveirense, Fernando Nogueira, é ter um dossier completo e fundamentado para solicitar uma reunião à ANACOM para debater esta situação.

Entretanto, o abaixo assinado com cerca de 250 signatários vai ser reencaminhado para conhecimento da ANACOM.